Reunião MONO test 1

De 10 a 13 de Junho de 2014 os membros do grupo de trabalho MONO reuniram na AFPA, em St. Étiènne, França, para o 1º teste das unidades MONO.

Discussing evaluation in AFPA

Discutindo a avaliação na AFPA

 

A AFPA organizou esta reunião e recebeu todos os participantes nas suas instalações, e houve ainda um dia de visita e trabalho nos “les jardins d’OASIS“, onde a terra foi utilizada para a construção dos edifícios administrativos com o apoio da AFPA.

Visiting rammed earth in Saint Just Saint Rambert

Visitando muros de taipa em Saint Just Saint Rambert

O que foi feito ?

Na reunião discutiram-se quais são os critérios principais que vão ser utilizados para avaliar um candidato num exame sobre paredes monolíticas de terra.
A grelha já antes utilizada para validação de unidades de rebocos interiores de terra (resultante de projecto Leonardo da Vinci anterior – previous Leonardo da Vinci projects) foi aceite como uma boa base de trabalho. Foi proposto avaliar conhecimentos, aptidões e competências através de três exames: escrito, prático e oral. Esta 1ª reunião focalizou-se na parte prática, onde as aptidões são avaliadas.

A definição das aptidões necessárias para cada nível (EQF 3 e 4) é imprescindível para avaliar, assim como para organizar a sessão.

Embora a forma de organizar o exame tenha sido discutida na tentativa de encontrar um meio para avaliar todas as aptidões necessárias, foi decidido que o objectivo do trabalho não era definir regras sobre como avaliar. Com efeito, diversas situações de exame foram implementadas pelos diferentes parceiros presentes na reunião e o resultado foi que não é possível definir regras para a organização das sessões de exame que se adequem a todas as diferentes situações. Como nem todas as aptidões podem ser avaliadas através de um exame prático, algumas terão de ser avaliadas através de Perguntas – Respostas, durante o exame oral.

Q&A during practical exam

Q&A during practical exam

Previamente à reunião foram preparadas propostas de critérios e de indicadores, que foram utilizadas como uma base de trabalho, juntamente com a proposta das unidades BRICK (paredes de alvenaria de blocos de terra). Os organizadores da AFPA implementaram uma simulação de exame com sete alunos do curso de formação profissional de “pedreiro de alvenaria histórica” baseado na proposta resultante da reunião. Foram construídas três paredes de taipa no primeiro dia da reunião, que permitiram uma oportunidade de disseminação das diferentes práticas e onde se tentaram aplicar os critérios e indicadores. Para além da simulação de uma sessão de exame real, foi possível testar a avaliação de fundamentos que tornou claro o âmbito da avaliação de critérios e indicadores das aptidões.

Estas trocas de experiências e de resultados de avaliação foram completadas durante o dia de visita realizado fora de St. Etiènne, em Saint Just Saint Rambert, onde se completaram os critérios e indicadores para todas as unidades MONO com um conjunto transversal adicional.

Quem ?

Mais de 20 pessoas participaram na reunião e discussões, incluíndo 10 membros das organizações do PIRATE.
Do PIRATE :
Organizadores (AFPA, P4) : Jean-Marc Mei, Michel Mourier
Outros parceiros : Lydie Didier, Alexandre Douline, Jörg Depta, Serge Figeac, Piet ? , Paulina Faria, Rowland Keable, Grégoire Paccoud
Da região em redor de Saint Etienne :

  • 4+3 formandos da AFPA (pedreiro de alvenaria antiga)
  • Formador: Bruno Jalabert (http://aplomb.sud-gresivaudan.org)
  • Artesão: Johan DESPRES (www.terre-despres.net)
  • Secretário geral “CAPEB Loire”: Gilles GALLET
  • Formador AFPA St Priest: François DURAND
  • Diretor do centro AFPA de Saint Etienne e de Roanne : Laurent CLEMENCEAU
  • Gestor de formação AFPA St-Etienne: Régis DE-LATOUR
Publicado em Reunião Europeia